quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Guardo-Te


(À Tânia, minha irmã de coração e criação, que já se foi...)

















Guardo-te na memória
Como uma linda história!
Alcanço teu desalento
Tua ausência choro e lamento.

Foste caminho inseguro
Apesar de achares que não...
Foste presença marcante
Ainda que não soubesses.

Caminhamos lado a lado
Dividindo nossos livros
Partilhando amigos
Segredos selados...

Visito nossa adolescência...

Tecíamos enredos
Trocávamos medos
E as noites em claro!

Por quê cresceste diferente
Do que havíamos tratado?


Márcia Sanchez Luz ©


*Do Livro "No Verde dos Teus Olhos" - Editora Protexto, PR - 2007

2 comentários:

  1. Lizete Souza Passos11 de outubro de 2007 10:31

    Oi poetisa Marcia Sanchez Luz, que belos momentos este teu Blog incentivae faz que vivamos ao lê-lo. Parabéns por este teu geito belo de levar a outrem tua obra literária. Gostei do comentário/crônica onde comentas sobre a comunicação virtual e a leitura e fazes alusão a necessidade da realização de leituras pela juventude nas escolas e em bibliotecas. Adorei . Muito obrigada ! a Malu Mourão por ter me repassado estes teus momentos, e para leitura de tua Homenagem a AVSPE. Bela esta tua Homenagem a Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores Efigênia Coutinho. Realmente este teu Imaginário é um lindeza indo ao real da vida amor luz. Carinhosamente beijos da amiga Lizete S. Passos Porto Alegre. RS. Brasil. 11.10.07

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema!
    Saudades... doçuras...
    Sentimentos vividos.
    Parabéns!
    Beijos
    Malu

    ResponderExcluir