quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Cicatrizes



O que foi dito, amor, já está guardado,
virou história que magoa em vão.
E se as palavras voam, na emoção
meu coração pranteia, amargurado.

O que ficou no meu sentir gravado
é pensamento em plena ebulição
que nem por força, nem por ablação
consegue reduzir o desagrado.

Pro que foi dito não há mais remédio,
pois que o elixir que abranda não demove
o mal que me causaste - que agonia!

E se o perdão aliviasse o tédio
que sinto (mesmo que da dor só prove)
estejas certo, é tudo o que eu faria!


© Márcia Sanchez Luz

45 comentários:

  1. Márcia querida......

    Existem poemas que a gente lê e pensa: "Como eu gostaria de ter escrito....."
    É este o caso...rs Cada verso é o que grita e vai no meu coração!
    Uma plenintude de ter conseguido alcançar o anseio que vai na alma que quer falar!!!
    TUDO DE LINDO!! Aplausos!!!
    Beijo muito carinhoso
    Bea

    ResponderExcluir
  2. Minha querida amiga poetisa dos sonetos imperdíveis. Deixo aos grande mestres comentários mais criticos. Eu na minha simplicidade aplaudo. Márcia um abraço desse gaúcho.

    ResponderExcluir
  3. Marcia, que soneto bem doído mas suave.
    No estilo do mestre Luis de Camões mas sem perder a tua originalidade de sempre, que é tão bem-vinda e adorável de ler.
    Abraço e aplauso!
    Gilia

    ResponderExcluir
  4. Audacioso e forte, o "Cicatrizes". O que me impressiona em você, Márcia, é a maneira com que nos convence das suas verdades.

    Beijo

    Jorge

    ResponderExcluir
  5. As palavras são facas que cortam profundo. Mas o perdão, em contrapartida, ainda é o remédio mais eficaz.

    Fico lisonjeado em ter sido escolhido por você para comentar. Não sou muito de fazer média e nem de dourar aquilo que por si só vai enferrujar.

    Ler os teus poemas, no entanto, renova. Isso é o que vale e estimula.


    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Mais este brinde com seu soneto Cicatrizes, e o Imaginário segue seu destino de espalhar belezas poéticas blogosfera a fora.
    Você produz beleza exatamente com cicatrizes (coisa que no concreto antes se procura esconder).
    Eis sua arte!
    Cabe-me apreciar.
    A moderação corre por conta de minhas próprias peripécias, que de poéticas nada possuem.

    ResponderExcluir
  7. Márcia, minha querida poeta
    Assisto extasiado o seu trilhar pelas ruelas da poesia, vendo a cada novo passo, a cada novo verso, a cada nova estrofe e a cada novo soneto como este, a confirmação do destino de poeta de escol reservado pra você. Ah, como eu queria tanto estar bem mais perto de você, caminhando juntos por esta trilha poética.
    Um beijo
    Airo Zamoner

    ResponderExcluir
  8. Márcia,
    a sua sensibilidade humana às vezes suplanta à poética, a máxima do Fernando Pessoa não se aplica à sua poesia de que o poeta é um fingidor, você não finge, mas sente e sabe externar com poesia e arte. Parabéns, minha poetisa preferida.
    Mauro

    ResponderExcluir
  9. Que maravilha de soneto, Márcia, tão bem escrito quanto redigido (sim, vejo grande diferença entre os dois termos). Lembrou-me um pouco- na forma de expressão do sentimento- Elizabeth Barret Browning, mas só um pouco, pois ela não era sonetista e o paralelo para aí; teus sonetos têm a Luz de Márcia Sanchez; os da inglesa Browning eram mais amarronzados.
    Um beijo, Márcia !!!

    ResponderExcluir
  10. Amei seu poema, diz muito do que se passa em nosso cotidiano, muitas vezes nem percebemos, mas costumamos fazer/dizer. Nos leva á reflexão sobre a importância das palavras, do uso que fazemos delas.
    Parabéns, minha querida. Muito lindo mesmo!
    Bjus

    ResponderExcluir
  11. Como sofro, entrementes, desse mesmo mal da infecção lírica crônica, também este soneto pegou na veia. Penso às vezes que a solidez do conhecimento e da maturidade são desvantagens, mais emocionante seria a eterna explosão "festeira" (gostei dessa palavra) romântica ou erótica, irresponsável, dos hormônios acarretando cios que, estupidamente, são chamados de "amor", sendo mera paixão. São, minha querida, mais divertidos...

    ResponderExcluir
  12. Bea querida, acho que o mais importante é que ele atingiu seu coração. E fico tão feliz em saber disto!
    Obrigada e venha sempre. A casa é sua.

    Beijos carinhosos

    Márcia

    ResponderExcluir
  13. Antonio, obrigada pelo carinho. Saiba que seus comentários são muito importantes para mim, viu?

    Um abraço

    Márcia

    ResponderExcluir
  14. Minha querida Gilia, estava com saudades de você!
    Agradeço de coração o carinho de suas palavras.

    Beijos carinhosos

    Márcia

    ResponderExcluir
  15. É porque acredito no que escrevo, Jorge...rss...
    Obrigada pelas palavras, sempre tão generosas.

    Beijos

    Márcia

    ResponderExcluir
  16. É verdade, Parreira. As palavras têm muita força e podem machucar tanto!
    Obrigada pelo carinho e volte sempre que quiser e puder.

    Beijos

    Márcia

    ResponderExcluir
  17. João, que bonito isso que você falou! Estou comovida e grata por seu carinho.

    Um abraço

    Márcia

    ResponderExcluir
  18. Airo querido, você tem o dom de me emocionar.
    Obrigada pelo carinho e generosidade de suas palavras!

    Um beijo em seu coração

    Márcia

    ResponderExcluir
  19. Assis, obrigada pela generosidade de seu comentário. Que alegria vê-lo aqui! Quanto à Browning, acho que de amarronzada ela só tinha o nome...rss... Sei que você já leu e releu, mas veja que lindos estes versos de um dos sonetos dela:

    “Amo-te em cada dia, hora e segundo:
    A luz do sol, na noite sossegada.
    E é tão pura a paixão de que me inundo
    Quanto o pudor dos que não pedem nada.”


    E. B. Browing

    Beijos em seu coração

    Márcia

    ResponderExcluir
  20. Lucy querida, todo o cuidado é pouco com o uso que fazemos das palavras, não é mesmo? O pior é que tem tanta gente que não presta atenção no que diz e acaba machucando tanto!
    Obrigada por seu carinho. Venha sempre me visitar, viu?

    Beijos em seu coração

    Márcia

    ResponderExcluir
  21. Mauro, obrigada do fundo do coração pelo carinho demonstrado constantemente em seus comentários! Sua presença me deixa muito feliz.

    Abraços

    Márcia

    ResponderExcluir
  22. Sabe, Caio, acho que estas explosões vivem acontecendo com a gente, independente de maturidade...esta pode até nos ajudar a explicar,entender,racionalizar, mas não evita os sentimentos.
    Obrigada pelo carinho de sua visita!

    Beijos

    Márcia

    ResponderExcluir
  23. Oi passei pra conhecer seu blog, e desejar bom fds
    bjsss

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir
  24. ser perdão e ver-se perdoado
    é dos raros corações deveras
    deveras encantados, apaixonados

    ResponderExcluir
  25. Deveras belo e sensível teu poema, querida! Admiro as tuas profundidades poéticas, um lugar de amadurecimento do ser.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Márcia, demoro a vir mas quando chego aqui - felizmente - só me deparo com lirismo e encantamento.
    Parabéns! Seu poema permite pensar que uma feia cicatriz também pode transfigurar-se em uma bela tatuagem. É só encontrar o artista munido de competência e sensibilidade para tal.
    Um beijão!

    ResponderExcluir
  27. Querida, vim aqui aplaudir não só seu soneto como a premiação conquistada pelo Imaginário no Concurso do TopBlog. Estou muito contente pelo seu sucesso em todas as áreas. Mil beijos,
    Leila

    ResponderExcluir
  28. Adroaldo, que bom te ver aqui com tua poesia!
    Obrigada, querido poetamigo.

    Beijos em teu coração

    Márcia

    ResponderExcluir
  29. Fabrício querido, que delícia de carinho literário! Obrigada, de coração.
    Estou te devendo uma visita ao Diversos Afins...pode deixar que logo logo estarei aí.

    Beijos carinhosos

    Márcia

    ResponderExcluir
  30. Dalton, que bom saber que este soneto o levou a pensar em tão linda imagem!
    Obrigada pelo carinho de suas palavras.

    Beijos em seu coração

    Márcia

    ResponderExcluir
  31. Leila, minha querida, obrigada pelo carinho constante e por estar assim tão presente em minha vida!

    Beijos, imenso carinho

    Márcia

    ResponderExcluir
  32. Olá querida Márcia!
    Belíssimo seu soneto "Cicatrizes"!
    Sou sua fã, amiga!
    Tenha um domingo iluminado!
    Beijinhos mil!!!
    Ligi@Tomarchio®

    ResponderExcluir
  33. Olá, Márcia. Sempre me compraz ler suas poesias e redobro a atenção para sentir no rítmo e na sonoridade a perfeição da forma. Nesse aspecto nunca me surpreendem. No entanto ao terminar de ler, sempre admiro a leveza e a autenticidade com que sua poesia percorre momentos tão difíceis e ainda revela a nobreza dos sentimentos. E é isso que principalmente a faz bonita.
    abraços.

    ResponderExcluir
  34. Ligia querida, que bom te ver por aqui! Obrigada pelas palavras carinhosas.

    Beijos, com carinho

    Márcia

    ResponderExcluir
  35. Oi Marco...

    Puxa, você me deixa emocionada demais, poetamigo! Retornos como o seu e de todos os meus leitores me dão a certeza de que não estamos sós neste mundo.
    Obrigada pelo carinho.

    Beijos

    Márcia

    ResponderExcluir
  36. Marcia, poetamiga: que soneto maravilhoso! Pura filosofia. Grande lição de vida. Gostaria de ter escrito.Bjos de luz, Grauninha

    ResponderExcluir
  37. Grauninha querida, fico feliz com sua presença sempre amiga e com suas palavras que sei sinceras.
    Obrigada!

    Beijos em seu coração

    Márcia

    ResponderExcluir
  38. OLá Márcia,
    aqui lendo e sorvendo desse lirismo maravilhoso. teus sonetos sempre aquecem o coração do leitor.
    Parabéns a ti.
    Abraços e tenha uma linda semana viu!

    daufen bach.

    ResponderExcluir
  39. Daufen, é sempre uma grande alegria encontrá-lo aqui, viu?
    Obrigada pelo carinho de suas palavras!

    Abraços

    Márcia

    ResponderExcluir
  40. os versos sao fluidos e sonoros, perfeitos para a leitura em todos os seus sentido...

    ResponderExcluir
  41. Rogel, querido amigo

    Obrigada por deixar registrada sua presença sempre tão bem-vinda!

    Beijos

    Márcia

    ResponderExcluir
  42. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!

    Você está fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo


    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderExcluir
  43. Márcia querida, vim agradecer sua solidariedade em colocar nosso Link dos
    1000 SONETOS
    Evento que certamente você vem para trazer o sucesso junto de todos.
    Obrigada,
    Efigênia Coutinho

    ResponderExcluir
  44. ...revendo seus poemas e os belíssimos comentários. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudades de você, minha querida Grauninha! Beijos e obrigada pela carinhosa visita.

      Excluir